terça-feira, 6 de maio de 2014

Jules-Émile Zingg: temas de natureza e rusticidade do campo

(Montbéliard, 25 de agosto de 1882 - Doubs, 4 de maio de 1942)

Pintor e designer. Estudou design de relógios antes de ingressar na Escola de Belas-Artes em Besançon, criando belas joias. Foi aluno de Fernand Cormon que, por sua vez, foi também professor de Vincent Van Gogh, Toulouse-Lautrec e outros mestres da pintura. Zingg obteve o segundo lugar no Prêmio de Roma. Impressionista, estudou Paul Cézanne, incorporando sua influência fortemente. Após a I Guerra Mundial, expôs no Salão dos Independentes e no Salão de Outono. A pintura de Zingg é livre, de textura densa e rica. Prevalecem os temas de natureza e a rusticidade do campo. Em acervos públicos, seus trabalhos podem ser encontrados no Musée d'Art Moderne de Paris, Musée de la Ville de Paris, museus de Besançon e Montbéliard.

"Aquan Schaik". Óleo sobre madeira. 39 x 36 cm. Coleção particular, Brasil.
No vídeo abaixo podem ser vistos outros trabalhos de Zingg expostos no Musée du château des ducs de Wurtemberg (França) em março de 2014 e são constatados traços comuns da identidade pictórica entre suas pinturas. A obra passou pela Sotheby's da Holanda, como pude verificar com o então diretor Jim van der Meer Mohr em contato por e-mail há alguns anos. Confira a apresentação do vídeo, em francês.